Benefícios flexíveis: startups criam apps para flexibilizar vale-alimentação

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Benefícios flexíveis: SeuVale Elo

Com crescimento do home office, novas empresas esperam que benefícios sejam mais flexíveis

 

Por Filipe Oliveira, Folha de S.Paulo

Em tempos de home office, com menos deslocamentos e mais refeições em casa, startups querem conquistar espaço com ferramentas que permitam que funcionários tenham mais flexibilidade no uso de benefícios como vale-alimentação e vale-transporte.

O objetivo é ganhar uma fatia do mercado que está nas mãos das grandes empresas que fornecem os benefícios flexíveis e possuem vasta rede credenciada de aceitação. Para isso, prometem uma opção mais atualizada ao novo normal do mercado de trabalho.

Em fase de testes de um novo produto para esse mercado, a startup SeuVale planeja que os benefícios flexíveis gerenciados por seu aplicativo sejam gastos via Pix. “A cada dia mais empresas se preparam para receber desta forma, então não precisamos formar rede credenciada para funcionar”, diz Paulo Fonseca, sócio da empresa.

O empresário diz que a startup não irá cobrar taxas dos restaurantes e lojas que receberem via seu serviço. Em vez disso, o plano é ganhar cobrando das empresas que usam a ferramenta da startup para conceder benefícios.

Fonseca afirma que a tecnologia da empresa permite a quem oferece o benefício definir até um estabelecimento específico em que o dinheiro pode ser gasto. Serve para que uma empresa ofereça um jantar em determinado restaurante a um funcionário que se destacou, por exemplo.

Matéria completa em Folha.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias relacionadas

Rolar para cima